Caminho do Queijo Paulista

Para valorizar a produção queijeira de São Paulo e mostrar aos próprios paulistas – e para o mundo – que queijo artesanal bom não precisa vir de fora do Estado ou do país, dez pequenos produtores se articularam para formar o Caminho do Queijo Artesanal Paulista.

O projeto visa a criação de um selo de qualidade que identifique as queijarias de alto padrão, valorizando e impulsionando a produção local, e conta com um mapa impresso, um manifesto, redes sociais e  site próprio www.caminhodoqueijopaulista.com.br. Integram o Caminho do Queijo Artesanal Paulista dez das mais reconhecidas e premiadas queijarias artesanais do Estado: Capril do Bosque (Joanópolis), Estância Silvania (Caçapava), Fazenda Atalaia (Amparo), Fazenda Dona Carolina (Porangaba), Fazenda Santa Helena (Jacupiranga), Fazenda Santa Luzia (Itapetininga), Laticínio Artesanal Montezuma (São João da Boa Vista), Leiteria Santa Paula (São José do Rio Pardo), Pardinho Artesanal (Pardinho) e Queijaria Rima (Porto Feliz). Apadrinhado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Governo do Estado, o projeto foi realizado pela Coentro Comunica, agência de comunicação especializada em gastronomia.

Participam do Bazar da Praça Natal 2017:

Leiteira Santa Paula

Produtora de leite há 30 anos, a queijeira Paula Florence Vergueiro é adepta de um sistema “mais natural”, como ela mesma diz: em São José do Rio Pardo, a 254 quilômetros de São Paulo, cria vacas da raça Girolanda soltas, alimentadas a pasto (com complementação), sem aplicação de hormônios e com bezerros ao pé das mães – o resultado é um leite de qualidade, rico em proteína e gordura, que serve de matéria-prima para os queijos de massa fresca que ela prepara. O Fermier é o xodó da marca, pois foi um queijo que nasceu por acaso, quando Paula precisava fazer uso dos 400 litros de leite prestes a estragar dentro do resfriador queimado. A solução foi preparar um sem-fim de bolinhas supercremosas. “Temperei, coloquei azeite e nunca mais parei de fazer”, relembra. Outro destaque é o fresco natural, escorrido em tecido permeável – e não em formas convencionais. O resultado é uma massa macia, cremosa e sem furinhos.

Onde: acesso pelo km 257 da SP 350 – Estrada São José do Rio Pardo a Casa Branca. Horário de atendimento: seg. a sex., das 7h às 17h, e sáb., das 7h  às 12h
Contatos: (19) 99776-8645
Redes sociais: @LeiteriaSantaPaula
Facebook.com/Leiteria-Santa-Paula
Atrações: venda de queijos na queijaria, degustação de queijos, receitas harmonizadas, café da manhã da fazenda

Capril do Bosque

Sob a batuta da mestre-queijeira Heloisa Collins, a queijaria artesanal, instalada em uma fazenda em Joanópolis, a 120 quilômetros de São Paulo, produz desde 2010 alguns dos mais reconhecidos e premiados queijos de cabra do país. As 13 receitas oferecidas, feitas com leite fresco de rebanho próprio alimentado naturalmente, trazem ao Brasil diferentes expressões da cultura de comer laticínios caprinos ao redor do mundo. O Azul do Bosque, por exemplo, única versão artesanal de queijo azul de cabra do país, é inspirado no Stilton inglês. Já o Lua do Bosque, suave e com pouca acidez, tem influências do Camembert francês. O portfólio abarca ainda outros dez tipos, entre frescos, curados e mofados – destaque para o Cacauzinho, criação da mestre-queijeira em forma de rolo e maturado com mofos brancos sobre cobertura de cacau e baunilha doPará. Além da criação de cabras e das instalações da queijaria, que são parte das atrações do tour guiado – dá até para amamentar os cabritinhos – , o Capril do Bosque conta ainda com restaurante à la carte que oferece pratos com os queijos da marca e degustações harmonizadas.

Onde: Estrada da Terra Preta (acesso pela saída 2 da Rodovia Fernão Dias e pelo km 16 da Estrada Entre Serras e Águas), Joanópolis – SP Horário de atendimento: sex. a dom.,10h às 18h
Contato: (11) 99609-0773
contato@caprildobosque.com.br
Redes sociais: instagram @CaprilDoBosque
facebook.com/CaprilDoBosque
Atrações: venda de queijos na queijaria, tour guiado, degustação de queijos, restaurante temático (apenas sob reserva), receitas harmonizadas, promove aulas e oficinas
www.caprildobosque.com.br

Fazenda Santa Luzia

Fundada em 1976 pela família Breuer em Itapetininga, a 171 quilômetros de São Paulo, a fazenda fez fama no setor do agronegócio com a criação de gado da raça Simental. Vinte e cinco anos depois, verticalizou a produção leiteira do tipo B, que passou a ser 100% transformada na queijaria artesanal anexa – a primeira do Estado a conquistar registro no Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISP). O portfólio reúne 18 tipos de queijos, entre frescos e maturados por até três anos, de leite cru ou pasteurizado. As criações do casal de mestres-queijeiros Maristela Nicolellis e Martin Breuer incluem o Giramundo, “primo” do queijo do Reino, tem formato de bola, casca tingida com beterraba e sabor intenso, resultado dos quatro meses da cura. Já o Tropeiro, de massa cozida, é coberto por cinza vegetal durante o processo de maturação para proteger as peças do mofo. A técnica confere ao queijo um aspecto cinzento, sabor suave e textura amanteigada – ganhou medalha de ouro na primeira edição doconcurso Queijo Brasil.

Onde: Av. Comendador Serafino Fileppo, s/n, Itapetininga – SP
Horário de atendimento:  seg. à qua., das 8h às 17h; de qui a sáb., das 10h às 22h
Contatos: (15) 3273-1565 / (15) 99656-1945
queijaria@fazendasantaluzia.com.br
Redes sociais: @queijo_com_arte
Facebook.com/QueijoComArte – www.fazendasantaluzia.com.br
Atrações: venda de queijos na queijaria, tour guiado, degustação de queijos, restaurante temático, receitas harmonizadas, promove aulas e oficinas, café da manhã da fazenda

CONTATOS

Endereço: Rua Mourato Coelho, 798, cj 131
Telefone: (11) 4115-8159
Site: www.coentrocomunica.com
E-mail: lucas@coentrocomunica.com

Produtos

Ver mais Expositores